sexta-feira, abril 01, 2005

Nirvana - With the Lights Out (2004)

Image hosted by Photobucket.com


Como fã de longa data, criei vergonha na cara e fiz um faixa-a-faixa do último lançamento do Nirvana, "With the Lights Out", de 2004. Fãs mais hardcore (talvez eu entre aqui) podem a vir a não gostar do material, já que muitas coisas já estavam circulando por aí há mais de anos. Mas eu garanto: comprem. Como ainda não tive condiçõe$ (se é que me entendem), não pude entrar em detalhes com relação ao DVD.

CD 1
Definitivamente o melhor dos três CDs. Digo isso por sempre ter gostado mais da fase 88-89 da banda, mais pesada, suja e agressiva. Obviamente, os outros dois discos têm os seus devidos méritos, mas fico com este como favorito.


1. Heartbreaker (03/87 - Festa em uma casa - Raymond, CA, EUA)
Nada melhor pra começar do que uma música do primeiro show que se tem notícia. E, melhor que isso, um cover do Led Zeppelin. Apesar da música não ter sido bem executada (pra não dizer que ficou tosca), é interessante ver como a banda soava naquela época.

Circulação: O show em Raymond já estava circulando há alguns anos.


2. Anorexorcist (17/04/87 - KAOS Radio Session - Olympia, WA, EUA)
Particularmente, uma das músicas ditas raras que eu mais gosto do Nirvana. Pesada, violenta, sendo ao mesmo tempo simples e direta. É uma pena não ter sido gravada numa das sessões com o Endino.

Circulação: Bootlegs.


3. White Lance and Strange (17/04/87 - KAOS Radio Session - Olympia, WA, EUA)
Outra música da mesma sessão de Anorexorcist. Cover do Thunder and Roses, é uma das melhores faixas gravadas na KAOS.

Circulação: Bootlegs.


4. Help Me I'm Hungry (17/04/87 - KAOS Radio Session - Olympia, WA, EUA)
Mais uma da KAOS Radio Session. Esta, porém, não havia circulando ainda, mantendo-se "fresca" até o lançamento da box. De qualquer forma, esta versão é fraca e não muito aproveitável. Existem melhores versões circulando em bootlegs.

Circulação: Inédita.


5. Mrs. Butterworth (1988 - Demo - Provavelmente na casa de Dale Crover)
De longe, a melhor música do CD. Refrão grudento, riffs legais e muito peso. Um dos tesourinhos escondidos da banda.

Circulação: Inédita.


6. If You Must (23/01/88 - Sessão em estúdio - Seattle, WA)
Outra das minhas favoritas do Nirvana. Nada muito novo, exceto pela qualidade, superior aos lançamentos em bootlegs.

Circulação: Bootlegs.


7. Pen Cap Chew (23/01/88 - Sessão em estúdio - Seattle, WA)
Também já em alta circulação em bootlegs. Quase no final da música, acaba o rolo de fita aonde estava sendo gravada, causando um fade out. Mais uma das minhas favoritas.

Circulação: Bootlegs.


8. Downer (23/01/88 - Ao vivo - Tacoma, WA)
Ótima música do Bleach que foi pouco tocada ao vivo. Essa versão por enquanto é a de melhor qualidade, visto que as outras que estão circulando são gravações do público.

Circulação: Círculos de trocas.


9. Floyd the Barber (23/01/88 - Ao vivo - Tacoma, WA)
Grande versão da música, ainda um pouco mais lenta. Por enquanto, fora a performance da KAOS, é a mais antiga gravação de Floyd the Barber.

Circulação: Círculos de trocas.


10. Raunchola / Moby Dick (23/01/88 - Ao vivo - Tacoma, WA)
Não há nada de muito especial nessa música, já que está circulando há um bom tempo. O mais interessante dessa performance é a jam junto com Moby Dick, do Led Zeppelin

Circulação: Círculos de trocas.


11. Beans (1988 - "4-Track Demo")
Resumindo, uma bosta. Não havia motivos pra colocar isso na caixa. Uma total perda de espaço.

Circulação: Bootlegs.


12. Don't Want it All (1988 - "4-Track Demo")
Comumente chamada de Seed, Spectre ou Misery Loves Company, é mais uma música da qual eu nunca fui muito fã. Preferiria no lugar dela a canção que conhecemos até hoje como Bambi Slaughter, desta mesma sessão.

Circulação: Bootlegs.


13. Clean up Before she Comes (1988 - "4-Track Demo")
Apesar de ser bastante conhecida, merecia seu lugar na caixa. É no mínimo interessante ouvir vários "Cobains" cantando ao mesmo tempo na faixa, além da música em si ser muito bonita.

Circulação: Bootlegs.


14. Polly (1988 - "4-Track Demo")
Mais uma versão já um pouco batida. É a música antigamente conhecida "Cracker".

Circulação: Bootlegs.


15. About a Girl (1988 - Demo)
Nada muito de especial, exceto pela letras diferentes (e pela falta delas também).

Circulação: Bootlegs.


16. Blandest (11/06/88 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Blandest, sem dúvidas, mostra a banda em um forte Led Zeppelin-mood, o que pode ser confirmado no refrão e nos gritos que Cobain dá no meio da canção. Apesar de também já batida, uma ótima música.

Circulação: Bootlegs.


17. Dive (06/89 - Sessão em estúdio - Evergreen State College, Olympia, WA, EUA)
Desta sessão, apenas Do You Love Me? do Kiss havia sido lançada. Ótima versão da música.

Circulação: Inédita


18. They Hung Him on a Cross (20/08/89 - "Jury Sessions" - Seattle, WA, EUA)
Ótimo cover para a música do Leadbelly. THHOAC (abreviando, por preguiça mesmo) traz um som mais southern pra caixa. Muito boa.

Circulação: Inédita


19. Grey Goose (20/08/89 - "Jury Sessions" - Seattle, WA, EUA)
Mais um cover do Leadbelly, agora representado por uma comprida música instrumental. Bluseada e muito bonita.

Circulação: Inédita


20. Ain't it a Shame (20/08/89 - "Jury Sessions" - Seattle, WA, EUA)
O último dos covers do Leadbelly, trazendo novamente o southern sound quase no final do primeiro disco.

Circulação: Inédita


21. Token Eastern Song (09/89 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Antigamente conhecida como Junkyard ou Born in a Junkyard. Não faz muito que esta versão em estúdio foi encontrada (2001? 2002?). Existe uma série de versões da música ao vivo. Ótima canção.

Circulação: Circulos e troca e em Bootlegs, para a versão ao vivo.


22. Even in His Youth (09/89 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Mais uma dos Lados-B favoritos meus do Nirvana. Esta versão é diferente da contida no single Smells Like Teen Spirit, não contendo solo e sendo um pouco diferente em seu refrão.

Circulação: Bootlegs.


23. Polly (09/89 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Da mesma sessão que as duas acima, é a versão "elétrica" da música. Muito boa.

Circulação: Bootlegs.




CD 2
Bom disco, apesar de pecar por conter muitas músicas (Pay to Play, Here She Comes Now, Marigold, Gallons of Rubbing... entre outras) que já estavam disponíveis oficialmente. É um bom CD, mas o considero o mais fraco dos três.


1. Opinion (25/09/90 - KAOS Radio Session - Olympia, WA, EUA)
O segundo CD começa com outra das mais famosas música até então não-oficiais da banda. Simples e cativante, Opinion definitivamente tem seu espaço guardado no hall das melhores músicas que Cobain já compôs. Diferentemente da versão que circula nos bootlegs, esta, apesar da melhor qualidade, apresenta um certo 'defeito' a mais ou menos 40 segundos após o começo da música. Nada que atrapalhe, por sinal.

Circulação: Bootlegs.


2. Lithium (25/09/90 - KAOS Radio Session - Olympia, WA, EUA)
Apesar de curta, uma boa versão seminal da música. Boa escolha.

Circulação: Apenas parte dela.


3. Been a Son (25/09/90 - KAOS Radio Session - Olympia, WA, EUA)
Outra faixa que ainda não havia sido ouvida. Bonita versão acústica para a música, exceto pelo fade-out besta no final.

Circulação: Inédita.


4. Sliver (1990 - Demo)
Mais um dos demos de Cobain. Nada de muito especial, exceto por ser apenas violão e voz.

Circulação: Inédita.


5. Where did You Sleep Last Night? (1990 - Demo)
Bonita versão pra já conhecida música do Leadbelly. Apenas Cobain e violão.

Circulação: Inédita.


6. Pay to Play (04/90 - Sessão em estúdio - Madison, WI, EUA)
Antiga versão para Stay Away, lançada oficialmente. Mais suja e, ao meu ver, mais agressiva. Ótima faixa. "Fuck you ass, for the fun".

Circulação: Geffen Rarities: Vol. 1.


7. Here She Comes Now (04/90 - Sessão em estúdio - Madison, WI, EUA)
Bonita música do Velvet Underground, apesar de não me lembrar de como soa a versão original. Também foi lançada oficialmente, só que num tributo à banda que a compôs.

Circulação: Heaven and Hell: A Tribute to Velvet Underground.


8. Drain You (1990 - Demo)
Há um certo tempo acho essa versão melhor que a do Nevermind. Não sei explicar o porquê, mas me parece que ela soa mais, ahm, completa. Diferente de sua versão original, a música conta até com um projeto de solo de Cobain. Dave Grohl toca baixo.

Circulação: Bootlegs.


9. Aneurysm (01/01/91 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Definitivamente, prefiro a versão contida no Incesticide. Nesta, as guitarras soam meio fracas para mim. Também já lançada oficialmente.

Circulação: Smells Like Teen Spirit single


10. Smells Like Teen Spirit (Começo de 1991)
Aqui o maior hit da banda se mostra em uma versão em ajustes. Com as linhas vocais ainda um pouco diferentes, é a única versão disponível que se compara a ao vivo no OK Hotel, também em 1991.

Circulação: Inédita.


11. Breed (05/91 - Sound City Studios)
Consegue ser ainda mais energética que a versão do Nevermind. Excelente versão para uma excelente música.

Circulação: Inédita.


12. Verse Chorus Verse (05/91 - Sound City Studios)
Atenção: esta música não é a conhecida como Sappy, Sad , nem Make you Happy. Este título já criou (e ainda cria) muita confusão entre fãs da banda. Agora, falando da música, apesar de ter sido muito esperada, infelizmente não correspondeu às expectativas. Guitarra fraca, letra não-finalizada, entre outras coisinhas. Uma bonita música, mas ainda prefiro-a ao vivo.

Circulação: Inédita.


13. Old Age (05/91 - Sound City Studios)
Mais uma música muito esperada pelos fãs. Até o lançamento da caixa só havia sido ouvido algo em torno de 1:10min da música, graças a um jornal de Seattle, que disponibilizou o arquivo em 1998. Apesar daquela versão ser diferente e estar em pior qualidade, ainda assim soava mais completa. Cobain parece apenas balbuciar algumas frases na música.

Circulação: Inédita.


14. Endless, Nameless (03/09/91 - Radio session - Londres, Inglaterra)
Endless, Nameless sempre me pareceu mais uma enorme jam do que uma música. Não sei se realmente valeu a pena gastar quase nove minutos do segundo CD pra colocar esta faixa.

Circulação: Transmitida várias vezes.


15. Dumb (03/09/91 - Radio session - Londres, Inglaterra)
Outra da mesma sessão de Endless, Nameless. Novamente, uma faixa não muito necessária.

Circulação: Transmitida várias vezes.


16. D-7 (21/10/90 - Radio session - Londres, Inglaterra)
Já famosa entre fãs do Nirvana, o cover para a música do The Wipers merece seu lugarzinho nesta coletânea.

Circulação: Em algumas edições do single de Lithium e no EP Hormoaning.


17. Oh The Guilt (07/04/92 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Versão remixada desta música já lançada oficialmente. O riff do refrão sempre me soou tão parecido com o riff de Stay Away...

Circulação: Split single com o Jesus Lizard.


18. Curmudgeon (07/04/92 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Não achei uma boa idéia a inclusão desta música. Tudo bem, ela é legal. Mas sei lá, não teria algo melhor, não?

Circulação: Lithium single.


19. Return of the Rat (07/04/92 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Ao contrário do outro cover do The Wipers, Return of the Rat foi lançada oficialmente. Vale a pena ser colocada no CD pela dificuldade em achar o tributo à banda.

Circulação: 8/14 songs for Greg Sage and the Wipers.


20. Smells Like Teen Spirit (05/91 - Sound City Studios)
Mixada por Butch Vig, soa um pouco diferente da versão de Nevermind.

Circulação: Inédita.




CD 3
O terceiro é último CD é o que contém mais raridades. Falo isso com relação às músicas que estão circulando atualmente pelo mundo. Outro ponto interessante deste disco é que pode-se ter uma pequena base de como o Nirvana poderia vir a soar num próximo disco. Músicas como Sappy e Do Re Mi são uma das melhores faixas do disco e, sem exageros, da coletânea inteira.


1. Rape Me (1992 - Demo)
Uma das primeiras 'tentativas' da música, Rape Me aqui é ainda um projeto de Cobain, ainda sem andamento completo e letra definitiva. Interessante.

Circulação: Inédita.


2. Rape Me (26/10/92 - Sessão em estúdio - Seattle, WA, EUA)
Agora, com a música completa, a banda a grava com Jack Endino. Ótima versão da música, com direito a até alguns choros de criança (seria Frances?).

Circulação: Inédita.


3. Scentless Apprentice (1992 - Ensaio)
Nada de versão alternativa ou demo da música. Na verdade, esta Scentless Apprentice soa como uma jam, uma música ainda em estado embrionário. Pode-se perceber isto pelo fato da banda ficar quase dez minutos na mesma faixa. Cobain fica tentando encaixar alguns vocais no meio da música, enquanto vai moldando, junto com Krist e Dave, o que viria a ser a música que conheceríamos em In Utero.

Circulação: Inédita.


4. Heart-Shaped Box (01/93 - Sessão em estúdio - Rio de Janeiro, RJ, Brasil)
Se não me engano, esta faixa começou a circular em 2002, junto com algumas músicas dessa sessão aqui no Brasil. Ainda com algumas partes e letras diferentes, é um boa versão.

Circulação: Circulo de trocas e bootlegs.


5. I Hate Myself And I Want to Die (01/93 - Sessão em estúdio - Rio de Janeiro, RJ, Brasil)
Diferente versão da música já lançada oficialmente no disco Beavis and Butthead Experience. Não havia circulado ainda, como as outras faixas gravadas aqui no Brasil.

Circulação: Inédita.


6. Milk It (01/93 - Sessão em estúdio - Rio de Janeiro, RJ, Brasil)
Também já em circulação anteriormente, mostra Milk It ainda em finalização. Ótima versão duma das músicas mais fodas do In Utero.

Circulação: Circulo de trocas e bootlegs.


7. Moist Vagina (01/93 - Sessão em estúdio - Rio de Janeiro, RJ, Brasil)
Também já em circulação. Nada de mais.

Circulação: Circulo de trocas e bootlegs.


8. Gallons of Rubbing Alcohol Flow Through the Strip (01/93 - Sessão em estúdio - Rio de Janeiro, RJ, Brasil)
Outra total perda de espaço, pricipalmente pra nós brasileiros, que já temos esta música no álbum In Utero.

Circulação: In Utero, de 1993.


9. The Other Improv (01/93 - Sessão em estúdio - Rio de Janeiro, RJ, Brasil)
Quando ouvi pela primeira vez esta música, ela ainda não tinha um nome conhecido. Confesso que me fiquei feliz quando vi um título diferente na tracklist, mas quando percebi que já havia ouvido esta faixa, perdi o tesão. Chata demais.

Circulação: Circulo de trocas e bootlegs.


10. Serve the Servants (1993 - Demo)
Acústica, pequena faixa que mostra novamente Kurt trabalhando em uma futura música do In Utero.

Circulação: Inédita.


11. Very Ape (1993 - Demo)
Sem nada muito definido na música, exceto pela estrofe. Mais uma que vale a pena pela curiosidade apenas.

Circulação: Inédita.


12. Pennyroyal Tea (1993 - Demo)
Bonita (e completa) versão da música. Muito boa.

Circulação: Inédita.


13. Marigold (02/13 - Sessões de gravação do In Utero)
Outra perda de espaço, já que a música já lançada oficialmente. Tá, tá, eu sei que a música é bonitinha...

Circulação: Single de Heart-Shaped Box.


14. Sappy (02/13 - Sessões de gravação do In Utero)
Não conheci fã de Nirvana que não gostasse desta música. Linda e simples, é a melhor e mais poderosa de todas as versões gravadas, visto que as primeiras experiências com Sappy já datam de 1989, pelo menos. Apesar de não ter sido creditada, já foi lançada oficialmente.

Circulação: A coletânea No Alternative.


15. Jesus Doesn't Want me For a Sunbeam (05/02/94 - Ensaio)
Versão que se assemelha a tocada no Unplugged MTV. Gravada durante um ensaio na turnê.

Circulação: Inédita.


16. Do Re Mi (1994 - Demo)
Mais uma performance solo de Cobain e, com certeza, uma das melhores faixas de toda a caixa. Especulava-se que o nome dela seria Dough, Ray and Me. Linda música,a qual já era extremamente comentada em 2002. Infelizmente nunca teremos a oportunidade de ouví-la em um próximo CD da banda. Abaixo um trecho retirado dum texto de Jim DeRogatis escrito para o Chicago Sun Times, em março de 2002:

"'You Know You're Right' is by far the strongest song that fans have yet to hear, but a second tune that I listen to in Love's living room comes close. 'Dough, Ray, and Me' is often discussed on the Web, but few fans have ever heard it. Cobain recorded two versions shortly before the end of his life. One was a four-track rendition on which he drummed and sang while Erlandson played bass and Smear played guitar. The other was a solo acoustic demo taped in his bedroom, and that's the version I hear."

Circulação: Inédita.


17. You Know You're Right (1994 - Demo)
Não faz muito tempo que a versão em estúdio de YKYR foi lançada oficialmente. Mesmo assim, há anos já circulava uma gravação da mesma ao vivo, com uma qualidade infinitamente menor. Ótima música. Fico imaginando se houvesse um futuro lançamento de estúdio da banda, com músicas como YKYR, Do Re Mi e Sappy em um mesmo álbum.

Circulação: Inédita.


18. All Apologies (Data incerta - Demo)
Mais uma performance solo. Nunca fui muito fã da música, mas vale a pena ouví-la apenas apenas em violão e voz.

Circulação: Inédita.


4 comentários:

a. disse...

dae zulian

curti! ainda mais pq ainda não ouvi nada nem comprei a caixa traste :/

The Outsider disse...

"Beans" tá longe de ser uma perda de tempo... mostra mas o lado divertido "non-sense" do nirvana... nem tudo é "i hate myself and i want to die" como mto gente prega e acredita ter sido...

aliás as "perdas de tempo" com certeza existem para também futuramente algo "inédito" do nirvana ser lançado novamente...

Anônimo disse...

Concordo e discordo com relação a Beans. Apesar de mostrar esse lado non-sense (o que é, realmente, divertido), é uma das músicas mais batidas das que circulam pela internet. E querendo ou não, perde a graça após umas 10 'ouvidas'.

Mas tudo tem um lado bom, não? Como foi dito, nada do melhor do que um futuro lançamento 'inédito'.

Wagner disse...

olá eu achei um blog com todas as músicas do Box do nirvana e muito cd que foi gravado de algumas turnes que eles fizeram o link é este: http://cinepalhastro.blogspot.com/2007/07/nirvana-texto-rock-on-line-httpwww.html

O link do blog:http://cinepalhastro.blogspot.com/

espero ter ajudado alguém, felicidade e abraço!!! =D